sexta-feira, 25 de julho de 2008

medal of honor




o poeta é a brusca vontade

de mostrar

e adquirir conhecimento;


é como uma pessoa comum,

tão comum a ponto

de sagrar-se estúpido

quando não é compreendido...

haraquiri


(me)diante

aos

inúmeros

tantos

acertos...

deveríamos

pertencer

ao

caos?




FELICIDADE MANSFIELDIANA

temos uma vida breve
e uma trajetória conturbada
por crises e crises...
até sentimentais
entre relacionamentos inconfessáveis
nessa atmosfera global;

procuramos na criação
algo que nos redime
do sofrimento da doença
e da iminência da morte,
privilegiando sempre o instante;

então, essa grandeza
na intimidade dos sentimentos
transforma-nos em personagens
inseguros e complexos;

por isso, debatemos
o eterno conceito:
__vIvEmOs Ao EnCoNtRo
oU dE eNcOnTrO à FeLiCidAdE?

pseudo-ANALÍTICO

a reflexão pessoal
é também coletiva
(ridículo!)

isso porque,
na etapa prolongada

da vida hUmAnA,

atos e fatos pequenos
passam despercebidos
>tornando fútil
singelos apreços;

assim, o ser hUmAnO
é especificamente mecâ-nico,
cuja plenitude
das ações positivas

é de impossível alcance,
já que procuramos
explicações
em realizações...
o QuE é LaMeNtÁvEl.

a cibercultura



demonstre

sua

força

GUERREIRO

BRAZUKA...

explore

sua

web,

virtualize

o

ciberespaço

ou

meramente

queime

seus

arquivos

na

noosfera


terça-feira, 15 de julho de 2008

(é...) QUEIMANDO


é tempo de recomeçar
acreditar num novo tempo

[empenhar-se é preciso]
[lutar com garra!]

é hora de rever
todos os conceitos

ter sangue nos olhos
é preciso...