sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

cultura yuru'm u


Neste contexto social
em que presenciamos
atrocidades corriqueiras,
o que caracteriza
nossa cultura de fato?
Seria a Arte ou a Imbecilidade?
Realmente é subjetivo crer
no poder da inocência brasileira
somada a sua trágica complexidade.
Não é completamente exato,
mas de fato,
“ser” sem ao menos “entender”
nossa paradoxal irreverência
é no mínimo cruel.
No entanto, somos espectadores
de cenas de horror
voltada a “comédia-romântica”
temperada com um vasto suspense
de arrancar os cabelos,
já que notícias e mais notícias
são despejadas sobre
nossas refeições todos os dias.
O importante é
não perder a consciência,
apesar dos “acasos” e “descasos”
de uma terra inglória.
O legítimo e considerável
é filtrar os inocentes mesquinhos
dessa miserável condição. Como?
Talvez com o método psicodinâmico
que nossa sociedade nos envolve,
ou quem sabe com a emblemática
filiação político-partidária
de nossos caríssimos
parlamentares ocupados.
Tudo bem…
somos fúteis “filhos da mídia”.
Já que qualquer representatividade
de arte genuinamente brasileira
(esqueçam a “arte” de Delúbio e Genoino!)
encontra-se em estado de decomposição,
pois seus principais colaboradores,
por falta de incentivo financeiro,
são impactados pelos obstáculos pujantes
da contemporaneidade.
E, por vezes, é (in)justamente
essa atual pseudo-estética
sociológica e filosófica
a grande mantenedora
de cartas marcadas,
fazendo com que grandes pensadores
mantenham-se no anonimato,
privando a “pura” pátria de desfrutar
novas e variadas letras.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

sceptrum raven red



neste mundo que sangra
quão in-mundo correto,
se abuso do mantra
é por conta do cetro.

tais são as máximas palavras
de protesto do meu íntimo algoz,
ou seria as mais belas sábias
companhias efêmeras em voz?



terça-feira, 29 de dezembro de 2009

bytownita



A


B
U
R
R
I
C
E

M
E

E
S
P
A
N
T
A



INACREDITÁVEL

ESSA

CONDIÇÃO

H-U-M-A-N-A



domingo, 8 de novembro de 2009

sétimo dia


o impacto acalenta A'LMA
mesmo que ainda pura de um ser

...em dias de FUGA
os jovens são surpreendidos

...em dias de FÚRIA
as crianças morrem mais cedo

no final, elas apenas dormem...


sábado, 31 de outubro de 2009

hóstia - lã



do sábio,

saquei
o suco
sacro
com soco
no saco
sujo
de sopa,
soja
e soda


sexta-feira, 30 de outubro de 2009

in 3?



três meses de agonia,

tédio, rancor

e H-O-R-R-O-R


seria eu um ator?


__Oh! Quanta dor...



terça-feira, 30 de junho de 2009

degelo




com o degelo
das calotas polares
e o globo desequilibrado,
o caos reflete diretamente
em nossas almas congeladas

sem consideração e respeito
iniciamos um novo ciclo[ne]
- acionamos a bomba relógio -

e ainda assim
somos frios o bastante
para alcançarmos
cúmplices e esperançosos
a perfeição humana:
permitindo a completa
e desejada insignificância,
caracterizada pela
solitáriaINDIVIDUALIDADE@egoísta.COM

terça-feira, 16 de junho de 2009

Selo 1!


...Um presente do Armazém da Palavra,
de minha amiga Carmen Lúcia Fossari!


Neste selo:

A cor azul representa paz, profundidade e imensidão...
A cor dourada a sabedoria, riqueza e claridade das ideias.

O prêmio em si representa a união entre os blogueiros!

...E como não podia deixar de ser,
encaminho o Prêmio aos seguintes blogs:

*Tatuagem*
*é o menino-homem? *
*Metades*
*Encontros*
*O amor me move*
*Com o Pé na Cova*
*One Foot in the Grave*
**
**
**

quarta-feira, 27 de maio de 2009

baixando atualizações...



O mundo é virtual
Integralmente vivo,
Uma imensa reserva de virtualidades
Onde nutrimos temores e projetos,
Imaginamos e desejamos...

O homem é virtual
Desde a sua origem
- Antes das tecnologias digitais -
Ele contém sementes de futuro,
Possibilidades inexploradas
Que nossas atenções
[Percepções e invenções]
Não param de atualizar

sábado, 4 de abril de 2009

leuc(o)-



a boca outrora aparecia
- despida & fétida -
salivando
a ira enferma
do output
cus-pida ao léu


terrível, leuc(o)-

quinta-feira, 2 de abril de 2009

www



ligue

envie um e-mail

mande um torpedo

acesse o site


veja o mapa e chegue lá



como? não entendi...



...indiscriminadamente,

vou te explicar:

__é só explorar!



tudo bem, vou começar...

terça-feira, 31 de março de 2009

sabre salamandra



so-zinho

sob a sagrada

sagaz sanitude solar,

salivando ao sábio saudosista

su-cumbindo à sacana-gem

só-lida do sol-teiro so-litário

em serviço da sincera

e séria solidariedade

so-mada ao só-brio

simpático e simples

sarcástico sexo

s o l o !



S.O.S.


na sociedade contemporânea
fala-se e escreve-se muito sobre sexo
e quase nada sobre o amor;
talvez, seja pelo fato que o amor
sendo um enigma
não se deixa decifrar
repelindo toda tentativa
de classificação ou definição

talvez, esse vazio conceitual
se deva à dificuldade
de expressão no mundo contemporâneo

com o desenvolvimento dos centros urbanos
criou-se o fenômeno da multidão s-o-l-i-t-á-r-i-a,
as pessoas estão la-do-a-la-do
mas suas relações são de contiguidade
dificilmente se aprofundam
sendo raro o encontro verdadeiro

talvez, o 'falar muito' sobre seXo
seja uma tentativa de camuflar
a impessoalidade fundamental dessas relações,
na medida em que o contato físico
simula o
encontro

sábado, 28 de fevereiro de 2009

cuidado com...



u
m


c
u
r
t
o


v
u
l
t
o


n
o
t
u
r
n
o


tomando CEREAL com gOsTo de alforria...


dividindo a atenção com meu copo duplo
e o controle remoto da tv,
observo a insignificância do tumulto noturno
quando me deparo assistindo
um documentário sobre os pReSoS brasileiros
cujo enfoque é afastar ao máximo
esses detentos da sociedade,
induzindo-os ao ódio tridimensional


apesar do gosto doce exagerado do meu cereal,
só consigo deixar ainda mais amarga
minha crise existencial...
muito embora, mais que uma crise convicta
sofro variavelmente do mal
da paroxítona DESEMPREGO!!!
essa des-mem-bra-da PA... upis!
meu canudo acaba de entupir,
também, com esse PALAVRÃO insano...

todo desempregado deveria
processar o Estado por "danos morais"!
afinal... como é que fica
a dignidade do ser humano?
não menos isolada
ao convés do seu 'próprio' submarino

o ínfimo ócio é vital, vitalício...
é degradação com degenerescência total,
não pelo significado conceitual
mas com o desprazer contextual que ele oferece
ao passo que, sempre, muito em breve...
tudo se resolverá com louvor!


sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Fallen Angel



entre agora
e tire a roupa!

não fale nada, nem tente...
(não me temas!)

sou completamente estático
- fixo, líbero -

rumo
ao legado nobre

da ausência pré-fabricada

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Reveillon



sei da
minha condição

e do meu lugar

[essa é... minha postura!]

sei como

e com quem estar

é claro

que nem sempre

c-o-m-a-n-d-o

os meus sentidos

sábado, 20 de dezembro de 2008

Selo -PRÊMIO DARDOS-

Agradecimentos sinceros ao meu caro amigo, e irmão blogueiro,
Abraão V. de Sousa (é o menino-homem?)
pelo reconhecimento e respeito...


Agora indico mais 15 blogs que também merecem aplausos, e este magnífico "selo-prêmio":

    1. Devolvendo o prêmio... ao enigmático "é o menino-homem?";
    2. Singelamente, ao -Poeta- "j. m. j. & poemas";
    3. Fundamentalmente, "João Jacinto . Astrologia"
    4. Aos "ENCONTROS" de Andrea Lucia;
    5. Um convite... "Tatuagem";
    6. Para o perfeito "armazemdapalavra";
    7. Este vai para meu irmão Rinnaldo Alves com "O amor me move...";
    8. Psinsomnia no melhor de "Da Busca - Fabio Rocha";
    9. ?
    10. Ao puro "Veneno Antimonotonia";
    11. Ao incrível "Metades", de minha amiga Renata dos Anjos;
    12. À equipe "Os opostos de distraem, os dispostos se atraem..";
    13. Meus ilustres... "Um vulto de sanidade" a vocês;
    14. Começando agora, mas merecedora "Garotinha Crescida";
    15. E por fim, um brinde ao blog "Notas Quentes", de Sinara Bertholdo.
...Bem, a vocês que foram merecidamente prestigiados é preciso seguir algumas "regrinhas":

- Primeiro, é importante saber que: "Com o PRÊMIO DARDOS se reconhecem os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web".


sábado, 22 de novembro de 2008

o ópio do ódio

vestido com uma camisa do Che

e ouvindo Bob,

(bebendo c-u-b-a-l-i-b-r-e)

quase frenético,

Hamlet ouve

uma suave voz

de seu pai,

dizendo como

e por quem foi assassinado,

deixando para ele

a missão de vingar

sua morte

GPS

somos espectadores
e atores simultâneos
com sentimentos de piedade
às falhas de horror
em circunstâncias permanentes;

essa excitação nos envolve
e conforme a história se desenvolve,
e termina ciclos,
fixamos no cérebro
um chip conectado para desabafar
e ter a sensação de conformidade
logo em seguida...

a luta constante
com as mudanças tecnológicas avançadas,
forçam o homem a se adaptar
ou então, estará excluído...

e assim, com essa ambição doentia,
permitimos ao caráter humano
ser geneticamente alterado.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

VIOLENTADO

a angústia aprisionou-me
fez cortar-me os pulsos!
agarrou as minhas pernas
nuas e insanas
__entranhas__
a ignorância arredia
com meu
sangue veneno,
atravessou a
alma,
despejando lábios com beijo de
fel.
sou uma
fera --enjaulada--
com olhar fogo-ardente
queimando corpos
luzes
à espera de um furto desencontro.
corro... atravesso a contra-
mão,
transformo-me em um profano
não sou mais quem eu era antes.
dos meus desejos restam
cinzas
ao
incrível de minhas ilusões
só o vento amigo pronuncia...
ainda quero, compro e imploro
a idéia abstrata do
erro,
mesmo que custe uma
auto-destruição;
caminho... espalho explicações
corretas e sinceras versões
cruas, sombrias desilusões;
contudo, alimentei uma
súbita fúria
diagnosticada fatalmente por: você.
te olhei, persegui,
perdi...
embora já não vejo mais
deixo-te um sonoro grito do corte
com um toque breve do adeus...

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

homo SAPIENS


SOMOS UM BANDO DE MACACOS LOUCOS


ENJAULADOS EM NOSSAS TECNOLÓGICAS PENITENCIÁRIAS


À BUSCA DE MAIS UM COPO DE SANGUE


PARA vOmItArMoS NOSSA FÚRIA PREDATÓRIA




ABORTO A PRAZO!


o mundo moderno do século XX

foi uma fase conturbada,

o que caracteriza

nossa contemporaneidade

ou seja,

somos FILHOS das:

desilusões, inquietudes, desigualdades

e frutos de uma extrema tecnologia,

propiciando-nos o esplendor

da vida contínua...

essa a qual vivemos

à busca da interrogação

de um sOnOrO:

'por quê?'


têmpera tertúlia


o sêmen que te acolhe



INFINITO & AFOITO


mergulha em seu útero


fincando a fagulha


do eterno momento


deflorando SUA mente



este sangue derramado


tem a mesma importância


dessa calcinha suja


e desse catarro estampado



no papel higiênico do toilette





sexta-feira, 25 de julho de 2008

medal of honor




o poeta é a brusca vontade

de mostrar

e adquirir conhecimento;


é como uma pessoa comum,

tão comum a ponto

de sagrar-se estúpido

quando não é compreendido...

haraquiri


(me)diante

aos

inúmeros

tantos

acertos...

deveríamos

pertencer

ao

caos?




FELICIDADE MANSFIELDIANA

temos uma vida breve
e uma trajetória conturbada
por crises e crises...
até sentimentais
entre relacionamentos inconfessáveis
nessa atmosfera global;

procuramos na criação
algo que nos redime
do sofrimento da doença
e da iminência da morte,
privilegiando sempre o instante;

então, essa grandeza
na intimidade dos sentimentos
transforma-nos em personagens
inseguros e complexos;

por isso, debatemos
o eterno conceito:
__vIvEmOs Ao EnCoNtRo
oU dE eNcOnTrO à FeLiCidAdE?

pseudo-ANALÍTICO

a reflexão pessoal
é também coletiva
(ridículo!)

isso porque,
na etapa prolongada

da vida hUmAnA,

atos e fatos pequenos
passam despercebidos
>tornando fútil
singelos apreços;

assim, o ser hUmAnO
é especificamente mecâ-nico,
cuja plenitude
das ações positivas

é de impossível alcance,
já que procuramos
explicações
em realizações...
o QuE é LaMeNtÁvEl.

a cibercultura



demonstre

sua

força

GUERREIRO

BRAZUKA...

explore

sua

web,

virtualize

o

ciberespaço

ou

meramente

queime

seus

arquivos

na

noosfera


terça-feira, 15 de julho de 2008

(é...) QUEIMANDO


é tempo de recomeçar
acreditar num novo tempo

[empenhar-se é preciso]
[lutar com garra!]

é hora de rever
todos os conceitos

ter sangue nos olhos
é preciso...

domingo, 29 de junho de 2008

749



a
morte
chega
mais
rápida
do
que
você
imagina

fuja
enquanto

tempo (...)

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Lu-Z / Lu-Cro



silêncio letal!
não me analise
não fique cri-ti-can-do minhas ações

[im-perfeito, exigente, frio, carente]
– todo cheio de marcas
ouço/vejo: em cada grito de
desespero
a carência humana,
a instabilidade do amor...
ando pelas
ruas, desviando dos buracos das calçadas
[só pra não torcer o pé pela décima vez!]
levo quase tudo a sério
adoro testar – a irritabilidade e lealdade alheia –
faço árvore genealógica da família,
tenho e acredito em Deus!
[e no PT/Lula também!]
adoro trovões! sofro de insônia
{as madrugadas ferem minha alma}
sou compulsivo por música,
amo profundamente... mando e-mail, cartão e rosas
[ainda sim, a insensibilidade me toma]
digo "eu te amo" uma única vez
– encho de beijos, morro de ciúmes –
provoco a todo instante
e não tenho paciência pra burrice!


[*Aut.: Elias Gomes / João Carlos Freitas]

terça-feira, 29 de abril de 2008

21 - planalto dos TUBARÕES

2 1...

morrer não é o pior castigo
permanecer [vivo] com essas injustiças sociais
é sobreviver no inferno


onde o homem ao seu lado
- engomado e engravatado -
é o seu súbito inimigo


(o temido dIaBlO)

soldier pachola



SUBA NO TETO

SANGRE SEU FETO

MESMO QUE INTACTO

APESAR DO IM - PACTO

ELEVE O QUIETO

IMPÉRIO RETO

byte

a
brutalidade

é

a

face

outrora

do

HO - MEM

FACCIOSISMO

a agonia que me espanta

é a mesma que me engana

me sufoca e me enforca


com uma faca na mão

cortante e penetrante

esfaqueio todos os meus planos


enfurecido, entediado, decepcionado

(com meu discurso sendo estuprado!)

sou sugado violentamente


pois as pessoas próximas e sadias

adoecem meus princípios

e me ignoram ultrajantemente

vodu UTOPISTA



o dIaBo não existe
existe é o medo de saber
que o verdadeiro MAL
está dentro de você;
sendo assim, fica fácil
colocar a culpa
no {pobre} do dIaBo
afinal,
ele nunca reclamou
(por que reclamaria agora?)

sábado, 26 de abril de 2008

exumando falo




não morra sem pensar


não morra sem falar


não morra!!!




se morrer fútil


inútil ao inferno irá




levante e tente novamente

...uma pausa na poesia para apreciarmos o Inferno de Dante!



INFERNO SUPERIOR (vestíbulo e círculos I a V): Limbo e morada dos que pecaram por incontinência


*Portal do Inferno:

"... Abandonai todas as esperanças, vós que entrais!" (Canto III)


*Ante-câmara (vestíbulo): Fúteis e indecisos - aqueles que não tomaram partido do bem ou do mal (são rejeitados pelo Céu e Inferno). São torturados por vermes e vespas por toda a eternidade (Canto III).


*Rio Aqueronte: Rio que cerca o Inferno. A travessia (sem volta) é realizada por Caronte - o barqueiro (Canto III).


*Círculo I (Limbo): Os que não pecaram, mas não foram batizados. Não sofrem porém não têm esperanças (Canto IV).


*Minós: Juiz dos mortos. Monstro que se enrosca no próprio rabo e despacha os pecadores às suas penas (Canto V).


*Círculo II: Luxuriosos. São agitados dentro de turbilhões de vento que nunca cessam (Canto V).


*Círculo III: Gulosos. Jazem submersos na lama onde são dilacerados por Cérbero (Canto VI) e cortados pela chuva eterna.


*Círculo IV: Avarentos e gastadores. Passam a eternidade empurrando pedras uns contra os outros sem finalidade (Canto VII).


*Círculo V e Rio Estige: Dominados pela ira e pelo rancor. Massacram uns aos outros dentro do rio nojento (Canto VII) ou gorgolam a lama no seu fundo.


*Cidade de Dite: a cidade da dor eterna, cercada pelo Estige, protegida por diabos e fúrias. Flégias: barqueiro do Estige, realiza a travessia (Canto VIII).


Ilustração de Helder da Rocha.